Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Usabilidade percebida é o que importa

Durante o Simpósio de Interação Humano-Computador que assisti há duas semanas, uma pesquisa me chamou muito à atenção por tentar provar que a estética de uma interface está intimamente relaciona com sua usabilidade percebida. Isso significa dizer que a beleza é crucial para o sucesso ergonômico da interface. Já escrevi algumas vezes sobre o dilema estética X usabilidade, mas dessa vez parece que finalmente as idéias começam a se encaixar.

O experimento da doutoranda Rosamelia Ribeiro foi o seguinte: ela montou 3 séries de interfaces iguais em tipografia, elementos gráficos e cores, cada uma com 4 páginas, diagramadas diferentemente de acordo com os princípios da Gestalt (unidade, proporção, homogeneidade, balanço e ritmo):

  1. seguia todos os princípios
  2. violava todos
  3. seguia os três primeiros princípios e violava os últimos
  4. violava os três primeiros e seguia os últimos

Então, ela recrutou 279 pessoas e pediu para que avaliassem o quanto cada uma das telas era atrativa e fácil de usar numa escala de 1 a 5. O resultado foi que, apesar das notas não serem as mesmas para estética e usabilidade, elas variaram na mesma proporção, veja no gráfico:

grafico_usabilidade_estetica.gif

Para aplicações Web e websites que enfrentam grande concorrência e são utilizadas poucas vezes por seus usuários, a usabilidade percebida é mais importante do que a usabilidade efetiva. Para ele, não importa se a conclusão da tarefa vai demorar 2 minutos ou 3 minutos, importa mais que o fluxo da tarefa durante esse tempo seja agradável e sem problemas. Daí podemos tirar a conclusão de que devemos criar interfaces mais explicativas, bonitas e mágicas.

Bibliografia: Aesthetics and percieved usability of Virtual Learning Environments: preliminary results. Rosamelia Ribeiro, Dr. N. Hammond, J. Mansano, C. Cziulik, anais do IHC 2004 (quem quiser uma cópia peça para ela)


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 06/11/2004

Palavras-chave

percebida    percepção    satisfação    beleza    

Opções



Comentários

Discussão
Jonathas de Morais
28/04/10 às 19:06

Bom, em usabilidade x estética, pode-se dizer na minha opnião que deve-se haver uma busca incessante do projetista em equilibrar os valores, e claro inicia-se com a pergunta: ''qual a real necesidade do usuário?'', a partir daí, pode-se buscar o que melhor deve ser apresentado: estética: sentimento (resultado da percepção estética), ou facilidade de uso, rapidez, técnica, ergonomia?

e se for um site de games por exemplo: o que você exploraria? o que é mais importante para o usuário?, uma interface rápida, clara e extremamente fácil, ou imagens, animações, cores e brilhos dinâmicos?, acredito que os usuários esperariam carregar um minuto de flash para ver o que querem!

Estou fazendo estudos sobre estética aqui em meio a floresta amazônica: Manaus-AM, no Instituto de Ensino Superior Fucapi, no curso de Design de Interface Digital, e meu professor de estética, nos disse: ''Deve-se buscar o equilíbrio'', e quanto mais leio sobre o assunto percebo que mais importante do que queremos que seja, é o que o usuário necessita e quer...




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato