Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Preloader lento não é tão ruim

Escrever esse livro está me fazendo relativizar tudo o que aprendi como terrífico no Flash design... Já li um milhão de artigos dizendo que os arquivos devem ser pequenos e os preloaders informativos. Mas até hoje, ninguém relacionou isso com a dicotomia entre o tempo percebido pelo usuáiro e o tempo real decorrido. Sim, podemos criar a ilusão de que o tempo está passando mais rápido. Como? Jogos, animações hipnotizantes e informações sobre o que o usuário pode esperar do que está sendo carregado já são comuns.

O segredo é saber qual recurso vai ser mais adequado para a expectativa do usuário. Um jogo para alguém que espera por informações financeiras pode arruinar a imagem da aplicação, mas mostrar as algumas cotações pode ser útil. O jogo (ou outra solução que exija interatividade) também tem a desvantagem de que não pode ser interrompido quando o carregamento terminar, então um aviso sonoro e visual devem ser bem claros quando isso acontecer.

Para não destruir a ilusão do tempo decorrido, não fazer menções ao tempo no preloader, como mostrar o estimado para o término o tempo gasto. Melhor trabalhar só com porcentagens.

Nota: estou lendo um artigo do Bruce Tognazzini que está me dando esse tipo de insight. Ele faz uma comparação entre o ofício do mágico e do designer de software. Para os que lêem inglês, it´s a must read!.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 11/01/2004

Palavras-chave

preloader    tempo    velocidade    

Opções



Comentários

Discussão
Jonas Galvez
11/01/04 às 03:46

O conceito de arquivos pequenos e preloaders informativos tem origem na aceitação do uso de Flash. Ah, quero um site bonitinho. Sim, eu sei que o usuário só está interessado no conteúdo que o site tem, mas foda-se, eu quero lotá-lo de botõezinhos animados e minha trilha sonora predileta. Então, já que eu vou fazer isso com o coitado do meu visitante, melhor eu dar uma controlada no tamanho, e colocar um preloaderzim hipnotizante, né? :-D

Eu particularmente acho que Flash só deve ser usado quando NECESSÁRIO, ou seja, para aplicações web onde a disponibilidade de alguma funcionlidade possa realmente trazer algo de valor para a experiência do usuário. Neste caso, a preocupação com o tamanho do arquivo deve existir, mas não deve ser constante. Algumas poucas centenas de kilobytes são justificáveis, pelo nível de funcionalidade e conveniência que a aplicação oferecerá ao usuário. Além disso, este carregamento só ocorrerá uma única vez. O usuário não precisará ficar recarregando a interface, como acontece em aplicações web convencionais.

MAS, para 80% dos casos, eu tenho uma sugestão melhor do que fazer arquivos pequenos e preloaders informativos: não use Flash. There. It had to be said :-)


Discussão
Fred
11/01/04 às 03:51

Apesar do seu sarcasmo, Jonas você está coberto de razão. Porém, mesmo uma aplicação também precisa de um preloader e de uma distorção de tempo ao carregar. Isso não faz mal a ninguém.


Discussão
Caco
12/01/04 às 03:45

Preloader é uma realidade hoje, quando a espera download ainda é uma necessidade. No futuro nao sei como vai ser. Mas da mesma forma que em alguns bancos onde as filas sao grandes, foram implementados sistemas de fichas de espera, com cadeira, televisao e revistas para fazer a demora parecer mais curta, ainda é recomendável o preloader amigavel e divertido.

Mas devido ao tempo e as exigencias do mercado, devo admitir que eu nunca fiz um!!

Taqui o meu mea culpa eheh


Discussão
Fred
12/01/04 às 04:41

Caco, os preloaders tendem a desaparecer tendendo ao tempo de resposta instantâneo para acessar informações. Porém, no processo de informações, uma mensagem de espera pode ser interessante mesmo que não seja preciso.

Bruce Tognazzini conta a história do primeiro programa calculador de I-Ching para o Apple II (aquele jogo esotérico de adivinhação chinês) que fazia todos os cálculos em 1 minuto. Uma sessão real com um "pai de santo" (ou sei lá como chamam) do I-ching demora horas, porque envolve chegar a um estado psicológico de relaxamento e etc.

No caso do programa, era melhor que ele desse uma "enrolada" no usuário, mostrasse umas mensagens do tipo: consultando astro assim e assado, analisando sua aura e por aí vai. Se a função do programa é uma diversão (ou curiosidade), tem que ser divertido mesmo e parecer real, já que se trata de uma simulação


Discussão
Cesar Carvalho
14/01/04 às 10:41

Fred, falando do seu livro... Achei sua abordagem sobre o assunto muito bacana. Os capítulos me parecem muito bem organizados. Vejo um problema muito grave dentro da web: Conhecimento.
Quantos webdesigners não sabem ou nunca ouviram falar de Gestalt?
Quantos sabem algo além de serifada ou não serifada na Tipografia?
Quantos sabem atrair os olhos para um texto?

Acredito que seu livro terá um grande valor para essas pequenas questões desconhecidas pela maioria, que acabam fazendo um curso de WebDesign (aprendem Flash!, Dreamweaver, Fireworks e Photoshop) e não estudam princípios básicos de design.

:)


Discussão
Junior Analista de TI
10/11/05 às 09:20

porque sera q quando eu coloco um preloader num arquivo de flash relativamente grande como 800 kbytes o preloader demora a aparecer??? Será q tem alguma forma de quebrar o carregamento do flash a fim de mostrar o preloader desde o começo???? Agradeço desde já pela ajuda...


Discussão
Ricardo
19/04/06 às 19:52

Olha, sou webdesigner e lhes digo uma coisa :
Ninguém quer mais sites estáticos !!! Até o mais desinformado dos meus clientes chegam pra mim e me dizem, com aquela cara de sabidões : "Eu quero em flash !!!".

Aí meus amigos , preloaders sao necessários sim ... admiro o Jonas, até aprendi muito com os livros dele, mas essa estória de "Não use flash" não cola mais ... abraço !!!


Discussão
Ciro McCord
05/07/06 às 10:28

É gente, e eu também sou obrigado a concordar com o Ricardo. Essa política do "só use se acrescentar alguma coisa" em relação ao Flash está defasada, afinal, do que estamos falando quando dizemos que algo acrescenta ou não na interface de uma página? Se o que acrescenta é um site em movimento, muito mais interativo, que cativa o visitante e que oferece a ele uma navegação sem quebras, não vejo porque não usar o flash. Agora, se o designer não souber trabalhar a navegabilidade, colocar transições a torto a direito, só porque "acabou de descobrir as maravilhas" do flash, ele vai pras cucuia... e no final só temos aqueles sites estupidamente "degradísticos" (relevem os neologismos) e que parecem hotsites hiper-psicodélicos de época de carnaval. Eu uso flash em quase todos os meus trabalhos, e isso não é um questão pessoal, são os clientes mesmo, mas com uma coisa tomo cuidado, ainda prefiro mesclar as tecnologias, afinal se de um dia pro outro tudo o que é html for virar swf, o visitante vai realmente estranhar a coisa.

*E falando em preloaders, o da minha página está capengando... mas o site é velho, está no ar sem atualizações há mais de um ano, quando eu estava "descobrindo as maravilhas do flash" (kkkk). Mas um dia, quem sabe um dia, eu corro atrás disso!


Discussão
Júnior
03/08/07 às 03:17

Besteira pura de quem naum tem o q fazer vai ler a Bíbli da mais resultado pra ti...


Discussão
Sousa Rodrigues
03/08/07 às 03:24

Todos os nosso clientes que somos webDesigner, eles exigem flash em nossa criação, um PRELOADER naum faz mal a ninguém, o preloader até cria uma expectativa aos internautas se tem criatividade, uma curiosidade sobre o que está a revelar. E sobre o que vai revelar é criatividade de cada um, ai já não é mais comigo...(hehehehehe)
[email protected]




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato