Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Estética Feed s? desta se??o

Para os filósofos é a busca pelo bem-estar. Uma das coisas que traz mais bem estar é a beleza, e é disso que trato nessa seção.

Dimensões da estética na formação do gosto

( coment?rios)

O que você gosta é o que se gosta.

bela2.gif

Designer, saia da frente do PC

( coment?rios)

No período de transição de micreiro para designer, sentia certa dificuldade de ter boas idéias para layouts. Apesar de já ter estudado um pouco pintura, não sou prolífico como certos amigos que nunca precisaram parar para pensar como ter idéias visuais, para eles isso veêm natural e rapidamente.

Então, resolvi procurar abordagens metódicas para agilizar meu trabalho. Li diversos artigos com sequências de ações "infalíveis" para ter boas idéias, mas sinceramente não achei que fosse assim tão e fácil e não foi. Tive que desenvolver meu próprio método, de acordo com minhas habilidades e incapacidades.

Os artigos que mais me ajudaram foram o da Carole Guevin, no Afterchaos. Quem puder ler, vale à pena. São curtos e diretos e dão uma base para quem quiser desenvolver a sua metodologia própria. Na publicidade tem um clássico chamado Um Toc na Cuca que parece muito bom, só não me animei a pagar por ele.

Em todos os artigos, uma mesma recomendação: vá fazer algo longe do PC para ter novas idéias. Explorei esse assunto numa entrevista com um dos caras mais criativos que conheço, o Marcelo Sampaio. Esse cara faz uns banners geniais, mas não soube me explicar bem porque é melhor se inspirar longe do PC.

Esses dias, por acaso (!), essa questão voltou à minha mente e resolvi perguntar para o Donald Norman, que tem um background fantástico em psicologia, o porquê disso. Confiram a tradução da pergunta e resposta originais:

Leia mais.

Na Web é melhor usabilidade ou estética?

( coment?rios)

Donald Norman, sócio do Jakob Nielsen e um dos maiores gurus do design, respondeu uma pergunta pública que fiz a ele. Li muitos artigos de sua autoria e estou finalizando seu livro mais conhecido, The Design of Everyday Things, que trata da usabilidade dos objetos por uma perspectiva da psicologia cognitiva. Fiquei extremamente feliz por ser contemplado por tão sábia e ampla resposta, aprendi muuuuito. Recomendo a todos que façam suas perguntas ao homem.

Minha dúvida surgiu quando tive contato com um estudo que relacionava usabilidade percebida à estética. Concluí que no contexto Web, esta última é mais importante, porém, aproveitei a oportunidade para que o autor do badalado Emotional Design me confirmasse isso. Claro, como um legítimo bom guru, desconfirmou: "não é mais, nem menos importante: tudo depende da ocasião". Ah, ficar em cima do muro é fácil. Fácil nada, note a justificativa do homem.

Pergunta

Websites e aplicações Web são supostamente feitos para serem usados uma ou poucas vezes, então a usabilidade percebida (correlacionada com a estética) seria mais importante do que a usabilidade real (tempo para finalização da tarefa, número de erros encontrados, etc) na Web?

(Não estou dizendo que a usabilidade não é importante, só estou na dúvida se a estética é mais importante para superar a competição brutal da Web e conquistar a atenção do usuário do que a usabilidade real que não é percebida)

Leia mais.

Jakob Nielsen gosta de beleza

( coment?rios)

Volta e meia, alguém lê o livro do Jakob Nielsen, fica horrorizado e inicia uma discussão na WDDesign se é válido ou não seguir as suas recomendações. Aí chovem mensagens extremistas ou dizendo que ele tem razão ou dizendo que ele é um babaca. Lá pelas tantas alguém diz que o site dele é horrível e por isso ninguém deve confiar no que ele diz. Acusam ele de ser conta o design gráfico.

Tenho aqui uma citação que desmente este último argumento. Talvez o Nielsen nem se orgulhe muito dela, porque afinal de contas ele realmente quase não fala sobre a importância do design gráfico, o assunto dele é sempre a usabilidade. Mas comprende-se: é essa a mensagem dele. Quem já estudou um pouquinho de publicidade sabe que quanto mais esforços você investir numa única mensagem, mais efetiva será sua transmissão. É por isso que ele chegou aonde chegou. Mas, vamos à citação:

Leia mais.

A tendência tableless

( coment?rios) Estava quase indo dormir, quando o
digom me abordou para uma conversa no MSN. Puxa, como valeu à pena ficar mais um pouco acordado. Passamos por várias tenções: usabilidade X acessibilidade, persuasão X informação, quadrado X redondo e etc. O mais incrível é que tudo tinha a ver, na medida em que a conversa se desenrolava. Esse é só a ponta do iceberg que nos aguarda quando novos dispositivos tiverem acesso à Web. Leiam e fiquem de olho:

Leia mais.

O que não sei de cor sobre cor

( coment?rios)

A primeira coisa que todo mundo diz é que cor está ligada à emoção. Sim, está, mas não é só aquela tabelinha vinda da cromoterapia que se pode falar das cores. Isabel Löfgren escreveu um artigo bem acessível sobre a importância das cores na usabilidade

A Usability fez um projeto em que os usuários não conseguiam navegar de um formulário para outro simplesmente porque os botões de "continuar" e "cancelar" eram amarelos e do mesmo tamanho, posicionados lado a lado. Sem perceber, o usuário clicava sobre o "cancelar" e zerava a operação. O único diagnóstico que fizemos para este site foi: diferencie a cor dos botões de "cancelar" e "continuar" e assim esse erro não acontecerá mais. Leia mais

Leia mais.

Sinta a brisa.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato