Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Profissionais que me influenciam

Todos tem seus arquétipos, seja na vida pessoal, religiosa ou profissional. Precisamos de referências para saber por onde seguir. Às vezes conhecemos em carne-e-osso essas pessoas, outras vezes só ouvimos falar de seus feitos. Podemos gostar dessa ou daquela característica dessa pessoa. Podemos discordar delas em alguns pontos ou mesmo acreditar em tudo que dizem. Quando se tratam de arquétipos profissionais, é inevitável ter a pessoa como nosso "benchmark" pessoal. É aquele negócio do "um dia quero ser tão bom quanto ele"...

E quando sentimos que conseguimos alcançar essa meta, dá uma sensação muito gostosa. Ficamos com aquela sensação de que estamos indo pelo caminho certo, porque afinal de contas, essa caminhada não acaba nunca. Mal superamos um mestre e já nos submetemos a outro. Porém, não descartamos nosso referencial superado. Pelo contrário, agradecemos de coração pelos ensinamentos, nem que seja só pelo exemplo dado.

Sem medo de parecer puxa-saco, listo os profissionais que mais me influenciam e por que:

Irapuan Martinez
Ele é incansável. Está diariamente nas listas de email combatendo tudo aquilo que vai contra "os princípios básicos da Web", sem medo de queimar o filme com grandes agências. Suas palavras são contundentes e muito bem fundamentadas. Seus emails são bem formatados e, por ora, longos. Como dizem no orkut, é praticamente onisciente, lê muito. Fui convertido aos webstandards graças a eles. Em contrapartida, fico decepcionado quando ele diz coisas como: "Que importa a forma? O que interessa é o conteúdo" ou "A Web não é um veículo visual". Ele pende demais para o lado racional, analítico e não aceita visões mais subjetivas de design. É tão teimoso que se recusa a comentar neste blog, só por causa do "sábias palavras" lá dos comentários, apesar de adorar tirar um sarrinho dos defensores da "não-simplicidade funcional". Entrevistei ele pro FlashMasters há algum tempo falando sobre os pontos-fracos do Flash. Com certeza é o homem-HTMinimalism.
Marcos Albuquerque e Marcos Saura
Os magos da Lifemotion. Nos meus tempos de newbie no Flash sonhava em um dia descobrir como fazer aqueles impressionantes efeitos especiais com tão poucos Kbytes. Com o tempo, fui analisando seus trabalhos e descobri que esse papo de criar emoções não era só piração, mas realmente adicionava valor aos websites. Entrevistei o Saura e descobri que ele também era uma pessoa normal. Fiquei contente. Ídolos não existem. Os últimos trabalhos deles são tão diferentes do que se espera de um website, que pode até ser que criem um novo gênero, caso as soluções tragam benefícios reais aos seus clientes. Com esse objetivo, o Albuquerque está cada vez mais preocupado com navegabilidade e de vez em quando me pede a opinião sobre os novos trabalhos. Diria que fazem parte do estilo Drafting Table Transformer.
Michel Lent Schwartzmann
Apesar de ser sócio de uma das mais conhecidas agências de Internet do Brasil, ainda continua sendo tão humilde quanto nos tempos de ativismo político na Promit. Mantém as listas de email mais importantes da comunidade de produção para a Web do Brasil e de vez em quando até participa das discussões. Trabalha na área desde 1994, quando terminou o mestrado nos EUA. Pensamentos de visionário e jeito de amigão, vide participação no orkut. Me concedeu uma grande entrevista sem cerimônias, nem adiamentos. O que mais me admira nele é seu esforço para encontrar o caminho do meio e apartar as brigas das listas.
Celina Uemura
Consegue conciliar conhecimento técnico, percepção estética e ainda ergonomia numa mesma cabeça. Coisa rara isso. Conseguiu agradar clientes de alto escalão e trabalhou em empresas respeitáveis. Há pouco tempo abriu sua própria produtora, a Ipê Digital. Lê muito e está sempre atualizada com as novas tendências, apesar de na entrevista ter negado seguí-las. Pelo seu site pessoal, enquadraria-a no estilo 1950´s Hello Kit School.
Jonas Galvez
Qualquer um que escreve um bom livro técnico com 15 anos merece louros, mas ele não é qualquer um. Nerds desse tipo são quase como robôs, não se interessam pelo lado humano da vida (!). Além de altíssimo conhecimento técnico em Actionscript e outras linguagens de programação, lê e discute sobre filosofia, sociologia e psicologia mesmo tendo abandonado a escola (ou quem sabe foi por causa disso). Antigamente sua prepotência me incomodava, mas depois que ele assumiu isso publicamente, posso suportá-la melhor ;)
Jakob Nielsen
Um crítico mordaz. Suas palavras são duras e racionais. Mete o dedo na ferida e é irônico, mas fala boas verdades. Se não fosse por ele, não estaria estudando usabilidade. Seu livro Homepage: Usabilidade foi um marco na minha carreira. "Ei, quero fazer isso que ele faz também, tenho jeito pra coisa". Sim, também gosto de criticar, mas tenho uma postura mais holística e construtiva. Enquanto que ele costuma deixar o ego dos designers lá no chão ou provocar uma chuva de tomates, prefiro um caminho mais tranquilo. Discutimos aqui no blog outro dia sobre o seu site pessoal.
Luke Wroblemski
Escreveu um livro bem deglutível sobre usabilidade e publica um blog recheado de reflexões sobre design de interfaces. Ao contrário da maioria do pessoal que escreve e ensina sobre design, ele tem um website pessoal muito bonito e funcional. Além de dar aulas, está trabalhando como designer no Ebay.com, mas sempre ligado no que acontece na comunidade de designers.
Jeffrey Zeldman
Antigamente não gostava muito de seu estilo de design, mas admirava muito o que escrevia e mantinha na revista Alistapart. Parece que de um ano para cá, ele passou a valorizar mais layouts um pouco menos minimalistas, vide o site de sua empresa. Seu livro sobre webstandards muito gostoso de ler e preciso. Me influencia mais justamente na importância de uma Web semântica e estruturada.
Edward Tufte
Seus livros conseguem elevar o minimalismo ao estatuto de princípio básico no design de informação. O minimalismo dele chega a ser extremamente belo, pela inteligência e perspicácia. Ainda não li seu livro sobre design de interfaces, mas li dois sobre gráficos e mapas. O mais legal é que é ele próprio quem banca a edição de seus livros, que acabam sempre virando best-sellers na área. Me marcou uma frase sua: "Quem acha que um gráfico é chato é porque escolheu os números errados". Ele insiste que não é preciso recorrer a enfeites para atrair a atenção para informações interessantes. É mais importante ser claro e preciso. Seu site pessoal abriga uma comunidade de discussões e de vez em quando ele coloca os rascunhos de seus novos livros.

Com certeza, admiro muitos outros profissionais, mas não os conheço o suficiente para escrever o porquê da admiração. Listei aqui os que estão me influenciando no momento. No passado foram outros, no futuro serão outros. Leitores também, apontem seus mentores.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 01/09/2004

Palavras-chave

profissionais    profissional    carreira    profissão    mentores    mentor    professor    admiração    guru    gurus    

Opções



Comentários

Discussão
Marcelo Linhares
02/09/04 às 20:37

Putz...

Eu não procuro marcar minhas influências, atualmente sou influenciado por toda uma comunidade colaborativa que existe na web, este blog é um belo exemplo de como esta comunidade age.

Sem dúvida quando falo isso, entra todas estas pessoas inteligentes que vc falou, nesta farta lista, vc e muitas outras pessoas MERECEM ser inclusas.

Mas deixando de lado a rasgação de seda, atualmente, posso afirmar que minhas duas MAIORES influências são:

Tim Berners Lee:
Se não fosse ele não estariamos conversando neste exato momento, é uma grande influência para mim e o grande mentor da W3C.

Steven Krug:
O livro "não me faça pensar" que li é fantástico, o cara é muito bom, além de ótimo senso de humor...
http://www.sensible.com/

Jacob Nielsen:
O cara é chato mesmo, mas ao mesmo tempo é imbatível, as suas análises normalmente são bem embasadas, também olha meio torto a invasão dos "designers" na internet. Em alguns momentos consegue ser bastante insensato e intrasigente. Uma coisa todos nós concordamos, ele é um tremendo marketeiro.

Linus Torvalds:
To usano o Linux e to achando fantástico, sem falar que qualquer MONOPÓLIO É RUIM e o linux ta conseguindo quebrar gradativamente este monopólio.

Eu mesmo:
Pois é! hehehe, sou narcisista mesmo, EU ME AMO, logo acredito que eu sou uma influência para mim mesmo (q loop infinito!)

Roberto Gómez Bolaños:
O grande ator q interpretou chaves e o chapolin, merece sempre meu respeito e minha menção honrosa. Sempre será minha influência.
"Ninguém tem paciência comigo..."

Taí minha contribuição!!!



Discussão
Rafael Apocalypse
03/09/04 às 06:05

Caraca Meu... qto mais venho aki mais me identifico com vc e com suas ideias ;)!!!

Irapuan, Michel Lent, Zeldman, Nielsen... quem mais, quem mais te influenciou q me influencia e ainda o fará por muito tempo???

Acho q talvez o único ícone q possa não ter te incluenciado mas em quem tenho me inspirado é o infelizmente falecido Álvaro Apocalypse, um tio meu grande artist, fazia bonecos para teatro (www.giramundo.org), e era execelente ilustradr, cartunista, desenhista, projetista, etc...

Mas ele é do tempo do desenho na prancheta...

Fora isso, um Picasso, um Michelangelo, DaVinci???

Falows cara...


Discussão
Zeno
20/05/05 às 15:23

Gostaria de falar do Hillman Curtis.
Além do Jakob, ele é um kra que eu admiro. E tem muitos outros que estou descobrindo agora.
Abraços
Zeno


Discussão
Maisa
30/05/05 às 17:48

"Ninguém tem paciência comigo..."
"Não contavam com minha astúcia.."
"Foi sem querer querendo..."


Discussão
André
31/05/05 às 11:56

Minhas inspirações?

Eric Jordan - presidente do 2Advanced.com. Esse cara manja e Shane Seminole Mielke que trabalha com ele também.

Fantasy-Interactive é muito F#[email protected] também!




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato