Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Manifesto contra a leitura desatenta

Descubra se você é ou não um leitor desatento e saiba as consequências disso.

Garoto que não gosta de ler

No monitor, as pessoas lêem com pressa devido à características físicas e psicológicas do suporte. Esse modo de leitura é chamado de "scanning", porque é caracterizado pela busca de palavras-chave ou trechos de interesse num texto maior. Como você já deve ter lido isso em muitos lugares, ou pulou para o próximo parágrafo, ou já desistiu de ler.

Calma.

Libere o mouse, respire fundo. Sugiro o teclado para rolar o texto.

Leitura rápida é útil, mas só leitura rápida é fútil. Se você usa a Web como principal fonte de leitura, há grande chances de você estar perdendo tempo quando pensa que está economizando tempo. Termine de ler o artigo e depois faça o tira-teima:

Sua leitura é desatenta?

Quantos textos você leu no último dia que acessou a Web para ler?

mais

10
5

Quantos deles foram realmente relevantes para sua vida?


10
5

Descreva como o mais importante deles mudou sua vida (se algum o fez):

Convide amigos e amigas para participar da pesquisa adicionando um email por linha:

Seu nome:

Seu email:

Como prefere ser identificado(a)? amigo amiga

concordo com os termos de privacidade

Porque a leitura é desatenta?

Ler no computador é muito desconfortável. Não dá pra levar ele pra ler deitado na cama, na rede ou no sofá. O monitor é uma fonte de luz ligada direto na sua cara. Ele também tem pouca resolução e, por isso, o reconhecimento das letras fica mais devagar. Só cabe uma pequena parte de texto de cada vez.... enfim, são muitas as razões físicas para a pressa.

Por outro lado, existem as razões psicológicas. Sua avó já dizia que "quem faz tudo ao mesmo tempo, não faz nada bem feito", mas os sistemas operacionais continuam incentivando a multi-tarefa. Cada janelina aberta dispende uma porcentagem de sua atenção porque mesmo que você não esteja esperando pelo processamento de algo, ela pode de uma hora pra outra começar a piscar.

O problema é que uma interrupção na leitura de um texto é muito prejudicial para sua compreensão. É preciso grande concentração para entender o entrelaçamento das idéias. Não se trata de uma sequência de ações encadeadas que pode ser continuada do ponto onde se parou sem perdas. Ninguém gosta de ser interrompido enquanto lê, mas no computador as pessoas são obrigadas a aceitar isso.

Existem outras pressões psicólogicas, inclusive de origem social. Samuel Wurman identifica o fenômeno da ansiedade de informação, no qual as pessoas estariam se auto-pressionando para adquirir informações, mesmo que irrelevantes para seu contexto atual. É preciso estar atualizado para sobreviver.

Quais são as consequências?

A curto-prazo, é como sua avó disse (se não entendeu, releia o trecho anterior).

A longo-prazo temos dois possíveis futuros para os zilhões de fragmentos de informação adquirida:

  1. são interligados formando complexos consistentes, conhecimento útil para lidar com novas situações
  2. são deixados de lado porque já não servem mais pra nada

Só depende de você. "Ou você usa o cérebro, ou perde ele", já dizia o neurologista Glenn Doman.

Um bom livro é a melhor ferramenta para incentivar tais ligações. É como trilhar uma picada aberta pelo autor rumo a uma reflexão sobre um assunto particular. Os bons livros sempre mudam nossa vida.

O que fazer?

Embora o fenômeno da leitura desatenta seja mundial, tenho a impressão de que no Brasil ele é ainda pior. Em países mais conscientes, a escola ainda incentiva a leitura de livros. Aqui são pouquíssimos os jovens que terminam o segundo-grau conhecendo mais do que os livros que são cobrados no vestibular.

Estou escrevendo esse manifesto na esperança de incentivar o leitor a ler mais livros, sejam profissionais ou literários. Espero também diminuir o efeito da pressão psicológica que nos impele a essa atualização constante. O conhecimento que está nos livros é mais estável e valioso.

Diariamente recebo mensagens de leitores interessados em obter conhecimento sobre um assunto específico, mas quando indico um livro, eles perdem o interesse. Um amigo certa vez me disse: "pra quê comprar livros se tem tudo na Internet?" Na minha opinião, tem de tudo um pouco, mas não tem nada de muito específico.

Se o problema é falta de domínio sobre a língua inglesa, já dei dicas de como superar.

[ nota ] Se você leu o artigo com atenção não deve ter preenchido a pesquisa acima ainda. Se for preencher, nem precisa enviar o resultado, você deve ser capaz de uma auto-análise. Caso você já tenha enviado a pesquisa antes de ler até aqui, então os endereços indicados vão receber um email com suas respostas e uma sugestão para lhe darem um livro de presente (você também receberá uma cópia). Se você está revoltado porque não sabia que isso ia acontecer é porque foi duplamente desatento e não leu os termos de privacidade.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 23/08/2005

Palavras-chave

leitura    desatenção    scanning    conteúdo    

Opções



Comentários

Discussão
Carlos Merigo
24/08/05 às 10:04


Confesso que me identifiquei muito com esse post. E claro, não fosse o aviso dos primeiros parágrafos, eu já teria corrido a tela e pulado para um outro site qualquer das toneladas de abas que deixo abertas no Firefox.

Vivo pescando essas palavras-chaves num texto, mas percebo que deixo passar muita coisa acreditando que ali não tem nada de interessante.

Porém, ler o Usabilidoido hoje foi fundamental. Vou mudar esse costume da leitura desatenta.

Em tempo, não preenchi a pesquisa. Mas foi por preguiça mesmo. :p

Abraço


Discussão
Gustavo Moura
24/08/05 às 10:09

Fala Fred,

normalmente eu leio seus posts pelo bloglines, mas desta vez corri para o html para dexiar um comentário.

Uma coisa que me deixou realmente preocupado foi o comentário do colega que disse "pra que livros se já existe tudo na internet?"

Opa, apesar de conseguirmos encontrar muita coisa boa na internet hoje, mas a informação não se compara a de um livro que passou por todo um processo acadêmico de revisão para validar aquela informação publicada, na internet não existe essa validação e hoje podemos publicar literalmente "qualquer coisa" e muitos leitores tomam isso como uma informação embasada e a levam para frente.

[]'s

gmoura


Discussão
Roseh Benedita
24/08/05 às 10:19

Sempre recebo textos enormes,piadas, pps. Alguns nem abro... outros com títulos interessantes, leio... quando comento com a própria pessoa que me enviou, percebo que nem mesmo ela, leu com atenção!!!! É frustante perceber que esses recursos são utilizados de forma tão banal.
Por outro lado não posso negar que existem pessoas que desenvolveram esse tipo de leitura... e dão conta do recado!


Discussão
Duda
24/08/05 às 10:38

E ai mano Fred , Belesa? hahahaha, me surpreendi em receber um e-mail (e ter enviado) pedindo pra meu amigo e minha namorada me darem um livro de presente , cara, voce consseguiu esfregar nas nossas caras que somos leitores desatentos, (eu preenchi antes de ler o resto) parabens mais uma vez, e se voce costuma ler meu blog, peço desculpas por nao atualiza-lo...


Discussão
Lucas
24/08/05 às 13:10

Genial. =)


Discussão
Débora
24/08/05 às 13:21

Gostei do artigo, realmente me identifiquei com ele principalmente na parte que diz "É preciso grande concentração para entender o entrelaçamento das idéias...Ninguém gosta de ser interrompido enquanto lê, mas no computador as pessoas são obrigadas a aceitar isso" detesto aqueles comerciais que aparecem derrepente na tela principalmente quando vc está na melhor parte da leitura.
Realmente vc me pegou hein!! Vc só teve sorte pq eu estava "desatenta" rsrsrsrs... mas agora vou prestar mais tenção nos artigos qu leio na net.(depois dessa tbm)

Tchau,tchau e espero q vc pegue mais leitores desatentos por aí.


Discussão
CArmelita Ribeiro de Oliveira
24/08/05 às 13:24

"Realmente muito bom, gostei e para quem ainda acredita que a internet substitui um bom livro aqui vai o meu recado: se você até agora acredita mesmo neste paradigma, eu realmente sinto muito, afinal ler ainda é uma grande viagem.
Felizmente meu filho de três anos de idade já sabe disto e adora nossos momentos de leitura, inclusive ele já me conta belas histórias baseadas nestes nossos momentos. pense um pouco e que tal ler um livro só para variar."
beijinhos!!!


Discussão
Mauro Amaral
24/08/05 às 16:22

Desconexão Já!


Discussão
Fernando da Silva Trevisan
24/08/05 às 18:49

Perfeito, Fred. A leitura do seu blog sempre adiciona algo (como eu vivo falando para o William Augusto).

Esse é um manifesto que merece destaque!

Grande abraço,


Discussão
Daniel
25/08/05 às 12:10

Fred, concordo plenamente no mau hábito da leitura desorientada e da ausência do hábito de ler nos brasileiros. No entanto vivemos uma avalanche de informações, tanto visual quanto textual, que nos causa enjôo ao vislumbrar um grande texto na tela, tentando por sí só resumí-la. Acho isso normal, causa-nos problemas por você citados, mas é o vício da sociedade atual - o poder da deleção - o que eu não quero eu deleto e pronto.

Acho que vale uma pré seleção das fontes (por exemplo, em usabilidade consulto apenas tal e tal publicação) e ter cabeça aberta para leituras ocasionais pesquisando novas fontes COM A DEVIDA ATENÇÃO.

Claro que a culpa deve ser também dos Designers de interface, que não se esforçam muito em testes ou prática de um projeto mais centrado no usuário, mas isso já é outro ponto, e provavelmente ninguem teve a paciência de ler este post até aqui... : )

Valeu, abraços a todos.


Discussão
Joselma Maria
25/08/05 às 17:24

Eu sou muito curiosa, por isso que essa pesquisa não me pegou... Mas o importante de tudo, é que o artigo me fez refletir muito, pois em alguns artigos sou desatenta sim! Serviu como uma grande lição.
Parabéns!


Discussão
Valério Farias
25/08/05 às 17:59

A leitura no monitor é mais lenta que no livro e ainda deixa a vista cansada, Tornando a web impraticável para textos muito longos. Já existe uma tendência de recomendações para criação de textos mais objetivos e
simplificados na web, para diminuir o desconforto e informar ao usuário sobre o conteúdo da página mesmo em uma leitura rápida.

Com essa inclinação para criar textos mais enxutos fica bem claro que o ambiente web tende a ser utilizado mais como uma forma de explanação superficial e breve do conteúdo e que para o usuário se especializar precisa procurar por outras mídias mais úteis para essa tarefa, ou seja, os livros (atualmente a melhor mídia para
repassar muita quantidade de informação e conteúdo mais específico com conforto para os leitores).

Com relação a leitura desatenta ela dificulta a vida independente de midia (livro ou web), só que na web devido a enorme quantidade de informação, o usuário tende a ficar com o conteúdo muito fragmentado, o que no concreto significa que na hora de resolver algum problema ele provavelmente não conseguirá ou terá muita dificuldade, pois será incapaz de interligar as informações para poder gerar a solução.

Resumindo o preço da leitura desatenta é alto:

* horas e horas perdidas e aquela sensação de que não está apto para realizar a tarefa

* ter que ler repetidas vezes o mesmo artigo enquanto poderia está lidando com outras inovações

* ter uma sensação de sufoco, pois não acompanha as exigências do mercado

* dependendo do que estiver sendo lido terá que pagar, ou seja está perdendo dinheiro também, pois compra e não assimila para utilizar depois.

* dependendo do que for necessário resolver com a informação e não conseguir então corre o risco de não se dá bem no emprego.

Bom, essas são somente algumas considerações e parabenizo Fred por esse post, pois se trata de uma questão importante no nosso dia-a-dia. Nesse mundo inundado de informações tem mais facilidade o menos fragmentado, Vence quem consegue interligar o conteúdo espalhado e só se consegue isso através de uma leitura atenta e
compromissada.


Discussão
Valério Farias
25/08/05 às 18:12

Para achar um culpado nessa estória podemos tomar como princípio que somos formados pelo "outro", ou seja,
nossos pais, irmãos, amigos, etc.
Ex.: Eu só me conheço como tal porquê minha mãe repetiu várias vezes meu nome para mim, e eu sei que ela é minha mãe porque ela e a sociedade repassou para mim qual é a ideia de mãe.

Isso funciona para as diversas realidades com que lidamos inclusive na leitura, ou seja, se existe muitos maus leitores é porque existe uma minoria de ótimos leitores que não tem interesse que a maioria desperte o senso critíco e passe a influenciar as decisões políticas e econômicas da sociedade.
Isso é bem percebido na Televisão aberta que investem muito na fragmentação da informação a ponto das pessoas não enxergarem como necessário o uso de livros.

A pessoa cria uma imagem do mundo repassada pela televisão que dificilmente coincide com a realidade concreta dela, dificultando assim a resolução dos problemas.

A fragmentação também ocorre nas escolas:

* muita quantidade de disciplina em pouco espaço de tempo (é muito mais proveitoso poucas disciplinas bem
exploradas)

* livros muito espessos para serem repassados em pouco tempo (é facilmente comprovado pois dificilmente um professor repassa o livro inteiro no periodo letivo)

* falta de ligação do conteúdo com o mundo concreto (os professores não mostram como aplicar, a aula se resume no estudo do próprio conteúdo, deixando-o longe da realidade dos alunos)

Para a pessoa ter acesso a informações mais relevantes dependendo da região terá que ter dinheiro para assistir tvs de assinatura ou comprar livros, ou seja, a informação que realmente contribui e faz efeito é cara e sem ela o cidadão fica totalmente dependente da boa vontade de quem está no poder.

Eis a importância dessa reflexão de que temos que investir na leitura de bons livros para pelo menos termos
estratégias para lidar com a realidade que é muito pesada e para fazermos comparações e fugirmos das distorções seja no ambiente técnico ou social.


Um abraço a todos.


Discussão
Fred
26/08/05 às 09:54

De fato a falta de leitura é um problema que já vem de casa. Se minha mãe não tivesse mais livros do que qualquer coisa, duvido que eu tivesse chegado aonde cheguei. Ela sempre me incentivou.

Porém, tenho alguns amigos cujos pais não são tão cultos e foram incentivados do mesmo jeito.

São todos pais atenciosos, que amam de verdade seus filhos e não os tratam como mero "acidente". Infelizmente são raros pais dedicados como esse. A maioria joga o bebê na creche e quando pode estar com ele, prefere curtir a vida. Chamo isso de "prole indesejada". É um dos grandes problema da nossa sociedade, na minha opinião.


Discussão
Victor Oliveira
26/08/05 às 16:50

hehehe eu sou desatento e preguiçoso, tanto que preenchi só os botões rádio da pesquisa uahauha os textos nem tchum... ah, mas li toda a máteria sim! hehehe

quanto ao livro de presente vc é um cara de p...bonzinho hehehe


Discussão
michel
28/08/05 às 13:59

É por isso que os e-books nunca vão substituir os livros de papel.


Discussão
Alex Rodrigues
24/09/05 às 18:57

Nem tem que comentar nada, cai feito um pato. Essa coisa é estranha e comigo é pior, porque eu leio muito, tenho fixação por livros e nunca mesmo, estou sem um livro na mão e foram eles, os livros, que mudaram a minha vida para o que ela é hoje e me mudaram para o que eu sou. Mas na internet é diferente, eu realmente não tenho saco pra ler coisas na tela. Eu raramente leio blog e tudo extenso que eu acho bom, eu imprimo. Preciso do suporte do papel para ler, fazer o que?! Sou um cara do século passado nesse assunto de leitura.
Eu na verdade achei ótimo mandar esses emails, se eu ganhar livros vou adorar


Discussão
fred
06/10/05 às 13:20

comentar o mundo surreeal em que vive isto é comedia pura onde deixam as tvs nossas maiores inimigas entrarem em nosso mundo eu fred.


Discussão
V.
27/11/05 às 06:09

Eu particularmente não concordo, tenho uma maior flexibilidade de estudar pela internet. Vejo uma ampla rede de informações acerca de nós.

Mas o que realmente difere, é o saber usar o computador para benefício próprio.


Discussão
julia tem 10 anos
02/02/06 às 22:06

olha eu achei interessante mais acho que aleitura desatenta não é um ploblema tão grave
mais poucas crianças e adoleçentes entraram em um blog que fala disso a e se quiser entre em www.urljuliathassya.blogspot.com é um blog super legal


Discussão
Gustavo Henrique
17/03/06 às 15:45

Outro problema importante na leitura na frente do micro, além dos que o Fred falou, é com a taxa de atualização do monitor. Tambem chamada de 'screen refresh rate' essa taxa, quando muito baixa, pode causar dores de cabeça e cançaso nos olhos. As pessoas que trabalham com computação grafica costumam colocar a resolução da tela bem alta para ter mais espaço na tela e isso, dependendo do tamanho do monitor, diminui bastante a taxa de atualização. A taxa ideal é 85hertz, a maior parte dos monitores funcionam a 75Hertz o que não é recomendavel é 60Hertz. Essa taxa pode ser controlada nas propriedades de video do seu sistema operacional. O monitor ideal para quem trabalha com computação gráfica é o de 19 polegadas que proporciona uma resolução de 1280 por 1024 com uma taxa de atualização de 85Hertz e em resoluções menores pode chegar até 120Hertz.
Parabéns Fred!


Discussão
Dayane cristina Salles
28/04/06 às 10:21

Adorei, isso serve bem para nós...
A internet influi? sim, porque devez eu ler um bom livro,vou ler fofoca, piadinaha, e outros que não serve para nada...

bjs Daya


Discussão
Jaqueline Rocha
06/10/06 às 15:10

Bacana. Como amante de livros(livros de verdade) que podem ser tocados, sentidos e que podem nos acompanhar fisicamente, defendo e defenderei sempre a leitura, não o mero"voar sobre as palavras" A tecnologia é importantíssima na vida dos ser humano, mas há prazeres que são insubstituíveis...
Jaqueline Rocha


Discussão
Ergo
28/06/09 às 17:03

O priemeiro comentário deste post é de 24/08/05 e é
incrível como ele permanece atual...
acho que nunca cai nessa onda, se não for ler direito nem leia... creio que os livros serão sempre superiores, porque conta de suas comodidades a informação é aprofundada, já a web nem sempre.
Minha ansiedade é adiquirir livros, pois nem sempre são baratos porém mesmo assim nunca encarei um longa leitura diante de um monitor...

parabéns!




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato