Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Fullscreen: amor e ódio

Hoje tive um insight muito legal ao escrever meu livro sobre design de interfaces hipermídia. Cheguei a conclusão de que ele pode ser útil para atingir o lado emocional do usuário! Após anos de ódio à prática, descobri que ela pode ser útil além de esconder os controles do browser para prevenir erros. Acompanhe meu raciocíneo:

O computador é multi-tarefa, mas a mente do usuário não. Para gerenciar a atenção entre diversas janelas abertas, há um grande esforço racional. Se queremos transmitir uma mensagem sentimental, precisamos interromper isso. Daí o fullscreen.

Só pra confirmar, abra o arquivo de email da sua esposa, namorada ou irmã e procure pelos anexos em Powerpoint. Com certeza, você vai encontrar uma apresentação em fullscreen com fotos de animais imitando gente acompanhado de mensagens para aumentar a sua auto-estima ou coisa do gênero. Elas recebem dezenas desses todo mês, sinal de que funciona.

Claro, se a mensagem não interessar ao usuário ele vai ficar com ódio dela por ter tomado a tela do seu PC. Mas é um risco que valer pena correr em certos casos.

Algumas dicas para não ser tão intrusivo:

  • Avise que vai abrir em fullscreen, mas não use esse termo. Diga tela cheia, ou outro sinônimo em linguagem natural
  • Quando abrir o fullscreen, o conteúdo dele já deve estar carregado. É pedante demais um website me abrir a tela cheia para me indicar por 30 segundos que está carregando. Merece um Alt+F4! Só dou misericórdia a algumas raras exceções, porque sei usar o Alt+Tab. E o usuário que não sabe, como se sente?
  • Você entendeu a última, né? É pra carregar na página de splash e depois reaproveitar o SWF que está no cache. Um pouco de actionscript e javascript dão conta do recado. Pesquise que vale à pena
  • Coloque um botão de fechar gigante e claro no canto superior direito da tela
  • Se sentir necessidade de um botão de minimizar, não faça um. Ao invés do fullscreen breu absoluto, procure pelos scripts que abrem numa janela do sistema operacional com 100% de largura e altura, preservando os botões minimizar e fechar nativos
  • Nunca diga a seu cliente que há exceções quanto ao uso de fullscreen. Detone sempre. Diga que é intrusivo demais, toma conta do sistema operacional, lembre que as pessoas estão tão de saco cheio de janelas que anti-popup aparece até em comercial de TV e por aí vai. Quando você perceber que vale muito, muito à pena, sugira a idéia.
  • Lute contra os intersticiais em fullscreen, pelamordeDeus! Peça demissão se for preciso

Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 07/01/2004

Palavras-chave

fullscreen    tela    cheia    emoção    

Opções



Comentários

Discussão
Fred
09/01/04 às 02:23

Em geral usuários experientes detestam fullscreen porque são usuários multi-tarefas, estão sempre com 10 janelas abertas ao mesmo tempo. A verdade é que a maioria das pessoas quando navega na Internet concentra toda sua atenção numa janela só. Até porque se concentrar em várias janelas é um esforço cognitivo que só pode ser realizado mediante muita prática.

Uma coisa que esqueci dizer que é bem relevante: teste se o fullscreen vai irritar seus usuários. Isso é muito fácil, não precisa nem da presença dele. Simplesmente ligue para uns cinco potenciais usuários e pergunte se ele se incomoda com isso quando vê na Internet. Pronto.

Vejam esse exemplo de como o fullscreen pode ser útil no caso de esconder os controles do browser para uma aplicação de visualização de fontes (botão fullscreen no canto superior direito da tela):
http://www.synfonts.com/badgerfatboy/index.html


Discussão
Everson
09/01/04 às 09:45

Detesto full screan


Discussão
millano
04/03/04 às 10:53

É... Só testando mesmo.. eu cliquei no link acima.. juro que meus batimentos cardíacos aumentaram sensivelmente ao ver a porcentagem gegando próximo aos 100%.. Como alguém que que aproxima com a seringa em sua direção.. Acabei apertando o back space antes dos 80% só de medo de ver minhas 6 janelas abertas passarem a ocupar uma posição de 'backstage'. É isso que o usuário experiente sente. É como se de repente uma das notícias do meu jornal impresso pulasse na frente das outras , como se ela fosse mais importante pra mim naquele momento. Acho que muitos usuários se sentem assim. O fullscreen é como a quele boy de balada, que vem, começa a conversar com a mina que vc tá trocando idéia e de repente entra na tua frente, ehehe


Discussão
Victor Oliveira
20/07/04 às 15:36

Sou contra Fullscreen não vejo nada de bom nisso, imagine se vc apenas queria dar uma passada ai de repente splAAAAAsh a telona na tua frente e se vc for um usuario de internet leigo, vai querer saber como fechar ou minizar, putamerda hehehe ai danosse. concordo com tudo oq vc escreveu a verdade é essa mesmo.


Discussão
sanson
21/07/04 às 03:21

fullscreen é complicado. é quase como um intruso (mesmo sendo avisado). já vi neguinho, nenhum um pouco experiente, reclamar da tela cheia e uns até dizerem: "puta merda, é vírus essa porra!? fecha, fecha!".

acho que fullscreen só pra senhores sites com um impacto grande e intencional. é bem isso, amor e ódio...mas ódio atualmente, ao meu ver, ganha em disparada.


Discussão
Lincoln Schultz
21/07/04 às 14:39

Eu AMO e ODEIO o fullscreen.

Depende muito do site, do conteúdo, do meu interesse para com web-site!

Mas fica muito mais fácil e intuitivo quando o usuário é 'avisado' que abrirá uma tela cheia, e se na interface tem pelo menos um botão de fechar.

Fullscreen é ótimo para prender a atenção do usuário. Se o ambiente for aconchegante, tranquilo, com certeza a sua utilização vai ser feita com sucesso.

Acho que em utilizações como Hot-Sites, lançamentos de produtos, automóveis, etc, é muito boa a utilização.


Discussão
Nanda
21/07/04 às 17:44

Eu realmente não gosto, nunca usei e não vejo vantagem nenhuma, nem papa prender atenção de usuário, pq ele vai ficar é desesperado, procurando o botão de sair. Eu quando vejo q vai abrir um fullscreen, ALT+F4 na hora.
Usuários por menos experiência que tenha, não gosta mesmo, pois perdem o controle do browser, que estão acostumados.


Discussão
Aurora
24/05/05 às 09:19

Fred, eu realmente adoro o que você escreve e este texto não foge à sua regra: excelente. Jamais esquecerei minha primeira experiência como usuária inexperiente num website em fullscreen qeu não me mostrava navegação nem saída. Fullscreen é um recurso que pode e deve ser utilizado, desde que com propósito e regras de usabilidade seguidas á risca.
Uma observação marota: faço parte das três categorias de mulher mencionadas por você: irmã, esposa e namorada
;-) - Oh, please! Você não vai encontrar no meu inbox e-mails com powerpoints edificantes. Hahaha. Gostei da piada. Mesmo. :)


Discussão
Mônica Lira
14/07/05 às 19:48

Muito interessante a discussão. Venho acompanhando o blog a pouco tempo e cada vez mais me surpreendo com os assuntos e a qualidade dos textos.

Decidi comentar porque esse é um tema que sempre me incomodou, mas sobre o qual nunca cheguei a conversar com ninguém.

A tempo: sou 99% contra o fullscrean. Acho sufocante. Raríssimas as vezes que encontro um que se justifica. Na maioria dos casos, parece que é só um artifício pra facilitar a vida de quem não quer ter o trabalho de programar o site ajustável a diferentes telas.


Discussão
SaoPauloCampeao
15/07/05 às 00:54

Eu tambem odeio


Discussão
Carla
08/09/05 às 17:01

isso tudo é uma mentira, vai procurar o que fazer.


Discussão
Eu
04/01/06 às 16:59

Full Screen, só se for em tela cheia.


Discussão
Rogério Lopes
04/01/06 às 18:39

Sinceramente, acho que tudo depende de análise de objetivo a ser alcançado com o site, roteiro e público alvo. Esse site tem um fullscreen mto interessante, que não me incomoda: http://www.theory7.com/


Discussão
Tereza Raquel
27/10/06 às 14:42

...E fuullscreen com "fuleiragem" e f... !
Apesar de ser usuaria ainda com pouca experincia,concordo com o Frederick,a Nanda,Saao Paulo campeao e a Aurora.
Parabéns. Tereza Raquel


Discussão
Euaqui
17/08/07 às 17:26

raciocíneo, de onde vem esta palavra?
Porque você diz para usar "tela cheia" mas no texto você usa "fullscreen"?
Porque em outro artigo (de semiótica se não me engano) você defende que tudo depende do contexto, mas aqui vc diz para banir o "fullscreen? ou "tela cheia"? e agora, fiquei confuso!
Terminando, concordo com o "Eu", Full Screen, só se for em tela cheia, caso contrário, não rola...


Discussão
Pedro Paulo
29/09/08 às 20:26

lixo!




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato