Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Emoção culturalmente situada

Vomitar sozinho é diferente de vomitar em grupo.

Vômito social

Na Psicologia Cognitiva a emoção era considerada como um resquiço de instintos animais e não teria participação na formação do pensamento. Entretanto, estudos recentes apontam para a indissociabilidade entre sistema cognitivo e afetivo. Enquanto a cognição serve para entender as coisas, o sentimento serve para julgar.

No seu livro Emotional Design, Donald Norman separa o sistema afetivo em três níveis: visceral, comportamental e reflexivo.

Três níveis de processamento emocional

O impulso natural e automático de resposta ao estímulo sensorial está no nível visceral. O frio na espinha ocasionado por uma freiada inesperada do carro é uma resposta visceral. Sair do carro batido para discutir com o outro motorista que provocou a freiada é uma resposta comportamental, pois se trata de uma prática comum no trânsito. Entretanto, a pessoa pode conter sua frustração, dar meia volta e ir embora se estiver com pressa para chegar a uma reunião de trabalho. O nível reflexivo pode impedir respostas naturais dos níveis visceral e comportamental.

O problema dessa abordagem, segundo De Paula e Dourish, é que classifica estímulos e respostas em níveis rígidos e diminui a importância da situação onde eles ocorrem.

Enjoado dentro do ônibus

O estímulo olfativo, sonoro e visual de estar próximo de uma pessoa vomitando no ônibus pode causar enjôo. Norman diria que se trata de uma reação visceral ao odor desagradável, aumentada pelo nível comportamental, pois é sinal de que o alimento que as pessoas que estão ao lado comeram também podem estar fazendo mal, já que em sociedades primitivas as pessoas compartilhavam o mesmo habitat e, consequentemente, o mesmo alimento. Já as pessoas que não sentem enjôo estariam sobrepujando a reação visceral e comportamental através do nível reflexivo. Elas entenderiam que o vômito alheio não tem nada a ver com si mesma e que lhe traria desvantagens sentir a mesma coisa.

Em outra situação de vômito em público, como por exemplo logo após a ingestão do chá Ayahuasca num ritual religioso, a reação visceral seria a mesma, mas adquiriria uma conotação comportamental característica da cultura ritual. A crença difundida pelos grupos União do Vegetal (UDV) e Santo Daime é de que o vômito seria uma forma de limpeza espiritual, muito comum entre os novatos. Para a pessoa deixar de ser considerada novata, ela precisa aprender a conter a ânsia de vômito, ou seja, sobrepujar a reação visceral.

Ritual de ingestão do Ahayuasca

Até aqui, o modelo de Norman ainda tem fôlego explicativo, mas a partir do momento em que encaramos a emoção como uma teia intrincada de sentimentos ao invés de mero ato reflexo, ele demonstra-se insuficiente.

Segundo depoimentos colhidos por Cazenave, as primeiras experiências são desagradáveis, mas com o tempo, a pessoa passa a ficar satisfeita com o vômito, pois dessa forma, suas "impurezas" são expelidas. Primeiro a pessoa considera o chá como sendo o causador do vômito e por isso a experiência é desagradável, mas conforme internaliza a cultura do ritual, ela passa a considerar o chá como um purgante espiritual, que ajuda a expelir "energias indesejáveis". É somente após a aceitação de tal crença que o vômito pode provocar sensação de satisfação e alívio. Trata-se de uma emoção culturalmente adquirida, cultivada no nível reflexivo, mas que pode vir a se tornar tão visceral quanto qualquer outra reação culturamente adquirida (raiva ao ser agredido verbalmente, euforia ao saber que o time de futebol marcou gol e etc).

Norman propõe que existe um processo padrão de manifestação dos sentimentos que acontece entre o estímulo sensorial e a resposta motora, mas a variação de significado da mesma reação emocional em diferentes situações leva-nos a crer de que não é possível tamanha generalização. Os níveis do sistema afeito ainda podem trazer luz para o estudo das emoções culturalmente situadas, mas seu relacionamento assim como proposto por Norman devem ser relativizados.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 10/06/2006

Palavras-chave

cultura    emoção    cognição    emocional    

Opções



Comentários

Discussão
Luciano Lobato
11/06/06 às 12:45

Oi Fred,

Muito interessante esse artigo. Realmente, muito do que conhecemos como o "eu" (sentimentos, emoções, pensamentos, consciência etc.) é moldado pela cultura. Embora eu não "goste" muito de Freud, ele discorreu bastante sobre o assunto (id x ego x superego).

Outro dia, lá na arqHP, rolou uma discussão interessante sobre se a usabilidade de uma interface seria relativa ou absoluta. Eu expus meu ponto de vista trazendo alguns conceitos da análise do comportamento. Acho interessante essa inserção de conceitos científicos no design, como você faz na maioria das vezes (isto é, fundamentar um ponto de vista através de estudos e não somente através de achismos, como a maior parte da galera faz).

[]s!


Discussão
Rochester
13/06/06 às 02:02

Muito bom, gostei tbm...

achei bem interessante essa separação dos "tipos de sensações" e reações a elas. No começo me assutei com a foto do vômito, mas como leitor assíduo há algum tempo já me acostumei com as ilustrações fortes que você coloca, inclusive acho bem interessante essa forma de "apelo" que não vem ao caso xD

ate a proxima...

[]'s


Discussão
juninho bebum
14/06/06 às 17:27

Credo eu nao gostei desse vômitos ai não.
Ganharam destaque na pagina, que mau gosto eca eca ...


Discussão
christian pablo
16/06/06 às 19:02

vocês não gostaram pq estavam sozinhos...pq ver sozinho alguem vomitando é uma coisa...ver em grupo é outra completamente diferente iauhaiuha


Discussão
Alciberto menezes da silva
01/08/06 às 21:12

será que não tinha outra imagem para chocar não?
Pelo visto, os cachaceiros tomaram todas após um lauto jantar, que alem da cachaça serviram muita massa.


Discussão
Rocío Mariscal
16/04/07 às 11:21

Hola, mi nombre es Rocío, tengo 24 años y quiero decirles que sus imágenes están geniales!!!!, me encanta el vómito, lo como diario, como aperitivo, ya que tengo un pequeño niño que vòmita mucho y para no limpiarlo con mis hermosos trapos de cocina, lo limpio con mi lengua, al fin y al cabo sabe a comida rápida, se los recomiendo!!!!!


Discussão
maria olivia
25/05/07 às 22:19

olha eu achei muito interessante esse artigo


Discussão
BrUnO gOmEs rOdRigUeS
26/05/07 às 02:52

BEM EU VI CASO DAS FOTOS X IMAJEMS E TAU

AGORA ESSI LANSI AI DE VOMITAR VAI ME FASER
VOMITAR TABEM POW
ISSO AI CARA É NORMAL TOTALMENTE NATURAL
UMA ((desvantagens)) NÃO É...
ME DA NOJO VER ALGUEM VOMITAR
AGORA UMA FOTO NÃO DA EM NADA AO VIVO
DA MAIS EMOÇÃO
ISSO ME DA UMA ((limpeza espiritual))
NA VERDADE A UNICA FORMA DE ALIVIAR
((energias indesejáveis))É INDO NO BANHERO
TIRANDO AS ((impurezas)) TOMANDO BANHO


Discussão
claudio
31/05/07 às 18:46

eu sou de mais e vc
quero saber se tem aqui falando sobre cultura


Discussão
joelma Ferreira Souza
09/10/07 às 11:58

Achei muito legal,esta materia




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato