Usabilidoido: Menu Principal

English Website


A pior barra de rolagem que já vi

Essa foi a campeã! Conseguiu me deixar muito nervoso. Se eu não dissesse que havia uma barra de rolagem ali, provavelmente vocês não notariam. Minha primeira tentativa foi de tentar clicar na pseudo-seta que tem embaixo. Depois fiquei clicando feito um louco até algo se mexer. Aí descobri que a trubisqueta lá em cima era o atual botão mediano. Daí depois de rolar, o negócio ainda sacode, impedindo a leitura que estou fazendo.

Galera, inovação não significa quebrar com todas as convenções já estabelecidas. Inovação é viabilizar uma idéia que traz uma nova visão sobre coisas velhas.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 07/04/2004

Palavras-chave

barra    rolagem    interface    interação    loko    

Opções



Comentários

Sim sim meu caro!! Concordo plenamente. Demorei no mínimo uns 2s pra achar a mardita. E mais 2s pra enteder como ela funciona, aliás, nem a "seta" é clicável. só a mer... da "track". Afff!!

É, pra inovar temos que ter cuidados especiais. Seguir alguns padrões de interface com o usuário, há certas coisas que não podemos sair muito disso. Mas há outras saídas, pelo menos achei interessante nesse caso.


Afff! Não consegui colocar o link... Ae vai o exemplo:

http://vetormedia.com.br/projetos/websites/urgencia/

Na seção CONCEITO.
Clique em CRÉDITOS, pois o texto rola heheh!


Discussão
Fred
22/04/04 às 01:34

Menu do lado direito pode sim ser uma opção válida para sair fora do comum. Não sou sectário, se o menu se parecer com um menu, vai funcionar. Veja por exemplo, o website da Audi USA:

http://www.audi.com/

Por uma lado a navegação está próxima da barra de rolagem, por outro há um espaço em branco incômodo no meio. O fato é que o efeito estético não comprometeu a navegabilidade. Talvez tenha diminuído um pouco a velocidade de navegação por não aproeitar da Lei de Fit, mas passa.

Esse website foi motivo de um excelente estudo científico comparando navegação do lado esquerdo e direito e no final os caras concluem que não foi uma escolha errada, vejam:
http://jodi.ecs.soton.ac.uk/Articles/v04/i01/Kalbach/


Discussão
Fred
22/04/04 às 01:36

O exemplo do Evandro é bem interessante. Mas eu diria que fui confundido a primeira vista. Pensei que o retangulo da metade de cima era para ser arrastado, como se fosse o botão do meio da barra de rolagem. Se houvesse uma seta para cima e outra para baixo no retangulo de baixo, isso não teria acontecido.


Entendo. Agora com sua observação, realmente enxerguei isso heheh!

Mas isso ocorre porque de tanto navegarmos em sites em Flash com rolagens "malucas", já nos acostumamos com rolagens arrastáveis. Mas essas eu não considero tão eficazes, mesmo sendo um padrão de browser. Considero sim, quando se tem as duas opções e não somente a de arrastar.


Discussão
milano
22/04/04 às 11:44

Isto me lembra um trampo que fiz, onde o cliente queria colocar o menu do lado direito. Não que isto seja um grande problema. O problema era o motivo. Ele alegava que queria mudar o padrão, queria inovar. Aí caímos no mesmo caso. Simplesmente muda-se um padrão sem um porquê. Apenas por um gosto pessoal.
PS: Um dado interessante: eu achei bem rápido, talvez porque eu seja canhoto sei lá. Mas concordo que inventaram besteira.


Discussão
Ana Beskow
28/04/04 às 08:10

Assim como o Fred, eu também fiquei na dúvida na barra de rolagem. Ela parecia uma barra de rolagem e não botões de rolagem. Como eles aparecem logo na primeira tela (e só rolam o texto mesmo na parte de créditos) eu fiquei tentando ver se tinha mais texto na parte de baixo.

Agora, já que comecei a falar, vou falar até o fim, ok? (Desculpe Evandro, mas sou meio "chata" pra alguns detalhes). Pelo que pude notar pela página de entrada, você optou pelo Flash e ponto final, certo? Aí você coloca lá algumas opções, "Modo Compativel" e "Modo Completo". Nestas opções você descreve através de um (.) ou (x) o que é cada uma delas. E ainda diz qual navegador o usuário precisa ter pra cada uma das opções. Bem, se eu fosse uma "leiga", eu teria ficado mais confusa do que fiquei, porque meu navegador não estava em nenhuma das opções, ou seja, eu estou navegando com o Opera.

Vou resumir pra não ficar chato. Eu não acho que devemos dar ao usuário a opção de escolher uma opção!!! Se você quer um site em flash e tem medo do seu usuário não ter o flash compatível, use aquele metodozinho de quando a página carregar, se o usuário não tiver o plug in tem uma frase dizendo que se ele não estiver vendo nada deve baixar o flash. A nossa obrigação como webdesigners é fazer com que o site seja compatível em qualquer navegador, sem que o usuário precise pensar ou optar, porque nem sempre ele sabe optar. E tem mais, site em pop up ou cromeless em navegadores com bloqueio de pop up é mais uma dor de cabeça pro usuário, pois ele não vai ver o seu site.

De qualquer forma, o site está muito bonito. ;)


Veleu por ter achado o site no mínimo interessante :P

OK! Confesso que pequei heheh!

Concordo plenamente com você Ana. Devo ser humilde e assumir que nessa época, pensava um pouco diferente do que hoje, e tenho certeza que amanhã pensarei diferente de hoje :)

Além do que, acrescento críticas em relação a esse mesmo site...

Está muito carregado, exige muita performance do CPU (Processador). Ele usa "muitos" frames e "gambis" em Javascript para acessar as páginas. Realmente, analisando hoje, sei que não fiz um ótimo trabalho de produção.

A idéia do chromeless foi mais um "bummm" na internet da época (2002). É aquela velha história de "utilizar por ser moda". Realmente não fui feliz... MESMO.

Quanto a detectar o navegador, plugin etc. Considero relativo. Nesse caso, concordo. Poderia ter feito algo assim.

Mas particularmente não acho que deva ser tomado como regra, pois existem públicos diferenciados para sites diferenciados. Mas no geral, informações técnicas não são usuais, principalmente "opções técnicas" :)

Obrigado pelos comentários. Isso que chamo de crítica construtiva.

[]s a todos.


Discussão
lucas
30/06/04 às 02:46

olha realmente difícil de localizar a barra de rolagem , a não ser que o cara tenha lido os textos aqui antes.
Na verdade, nada como o velho , bom e atual HTML


Discussão
Lincoln Schultz
01/07/04 às 19:03

O problema é que nós, a maioria dos Web Designers, fazemos sites para serem elogiados por nossos colegas de profissão, clientes, chefes e amigos. Faz parte do orgulho e ego.

Somos metidos ao ponto de colocar nossos belos sites modernos, com Flashes sem utilização nenhuma, com Chromeless, com infitas tendências de Design vindas de fora do país simplesmente para serem elogiados por nossos amigos de profissão, chefes, e clientes.

Pena que nem sempre o usuários gosta do resultado.

Acredito que isso é um problema sério ... Quem trabalha com Design, invariávelmente vai querer fazer trabalhos bonitos, modernos, atuais, dentro das tendências e movimentos artísticos contemporâneos.

É um problema sério isso ...

PS: Metam pedradas na resposta!


:P


Discussão
Fred
01/07/04 às 19:19

Falou e disse Lincoln. O problema é que nosso círculo profissional ainda não atentou para o fato de que projeta websites para os usuários e não para seus clientes, nem para seus patrões. Isso só vai mudar quando os webdesigners começarem a participar de testes de usabilidade e outros métodos de envolvimento de usuários.

É um choque vermos que aquela intro cheia de efeitos foi pulada logo nos primeiros segundos pelos usuários, mais ainda quando o usuário fica parado, olha e te pergunta: onde eu clico agora? Quando isso acontece, mudamos na hora nossos conceitos.

Recomendo não sufocar o orgulho, até porque todo mundo gosta de sentir que fez um bom trabalho. Melhor redirecionar ele para a satisfação do usuário. Se ele gostar e se der bem com a interface, você fica feliz.

Há algum tempo atrás, escrevi um post dando outras dicas de como driblar nosso próprio ego:

http://www.usabilidoido.com.br/o_tao_do_senso_critico.html


Discussão
Lincoln Schultz
01/07/04 às 19:30

O problema é que essa questão de Usabilidade no Brasil ainda não evolui muito.

As pessoas literalmente não estão muito preocupadas com essa interação Human-Computer. São poucas empresas que se preocupam com isso. É a minoria das agências que tem uma pessoa resposávem por coordenar essa parte de Usabilidade e Arquitetura de Informação.

E isso sempre acaba sobrando para o próprio Designer fazer. Seja embasado em estudos, ou como na maioria das vezes no bom-senso, que diga-se de passagem, pouquíssimos têm o tal do bom-senso!

E tudo isso tem um custo elevado também, o que acaba dificultando mais ainda a aprovação de orçamentos tão medíocres como os das agências de pequeno e médio porte.

Não é tão barato fazer um teste de usabilidade bem elaborado com usuários finais do site.


Discussão
Fred
01/07/04 às 19:35

As agências não se preocupam com usabilidade, mas o fato é que todo produto acaba ficando ou fácil ou difícil de usar, independente se houve cuidado com isso. Bom senso é essencial, tanto que o livro mais importante de usabilidade na Web, o Não me Faça Pensar tem como subtítulo: "Uma abordagem de senso-comum sobre Usabilidade na Web".

É de senso-comum que devemos testar algo para ver se funciona. Pois bem, então faremos testes de usabilidade. Eles podem ser caros ou baratos, aqui dou uma dicas de como fazer por dois reais:
http://www.usabilidoido.com.br/dois_real_o_teste_de_usabilidade.html


Discussão
Lincoln Schultz
01/07/04 às 19:53

Sim, concordo.

Essa abordagem que você dá dicas, é para testes informais ... testes simples, para pequenos cases.

Tente usar essa abordagem em um Re-design de um grande portal corporativo de uma multi-nacional, por exemplo.

Isso envolve tempo, e como todo mundo sabe, tempo custa dinheiro. Pode parecer que 10 ou 20 minutinhos não valem nada, e isso é um erro.

Além de envolver tempo, envolve outros aspectos, como gravar as atitudes e "passo-a-passo" das pessoas "entrevistadas".

E outra coisa, as pessoas (publico-alvo) não fazem um teste desse na base da camaradagem.

Pra você convencer a pessoa a passar por um teste desse, onde estará sendo julgado até mesmo a capacidade intelectual da pessoa, custa $$$ ou os famosos prêmios.


Discussão
Moisés de Moura
03/07/04 às 00:22

Colocando esta URL aqui para o Fred, é o mesmo que xingar a mãe dele: http://www.oficiocom.com.br/moises/a3
Eis um freela que fiz, com um menu maluco, legendas não convencionais e no final se abre em Pop´up.
Porém toda unanimidade é burra! (Sábio jargão!)
O cliente em questão, passou por dezenas de webdesigners para no final se tornar literalmente meu fã...
ELE (o cliente) queria exatamente como fiz, e ninguém se prestava ao serviço por achar ridículo.
Neste caso, pouco me importa os usuários do site, pois caso me preocupasse com isso, não teria emplacado o freela, que aliás, recebi ANTECIPADO. No final, PARA ESTE CASO ESPECIFICAMENTE, achei válido seguir as maluquices do cliente.
Eis minha contribuição.

Té a próxima!


Discussão
Lincoln Schultz
03/07/04 às 00:34

Como podemos notar, há casos e mais casos.


Discussão
Fred
05/07/04 às 17:41

Moisés, já tinha te falado que o site da A3 ficou legal. Usabilidade no caso de sites de bandas de Rock e afins é relativa. Como o assunto é entretenimento, você pode ousar mais, já que boa parte dos usuário entrarão no site com a expectativa de serem entretidos. A mira no lugar do mouse e os botões voadores estavam adequados, o problema é que eles continuam a se mexer enquanto você está lendo um texto gigante ao lado. Mas no geral, o design ficou muito bom, parabéns!

Na época em que você mostrou, te disse que site de banda tem que ser em Flash mesmo. Depois de ver esse daqui, em CSS de bom gosto, mudei de idéia:

http://www.adrenalyn.net/news/


Discussão
jhj
27/07/04 às 01:08


Menu suspenso

Escolha a musica preferida
Funiculì Funiculà
Legata ad un granello di sabbia
'O Sole Mio
Roberta
Tarantella
Volare


Discussão
Gustavo Moura
09/11/04 às 14:54

Estava navegando e lembrei desse post. ;-)

Pior que esse ai, só o da coluna de notícias da Konica Minolta.

http://www.konica.com.br/


Discussão
Ceci
01/12/04 às 12:00

sinceramente, eu não vi problema algum, pode não ser convencional, mas é discreta e simples, é apenas usar um pouco a cabeça - -'


Discussão
Roonr
23/06/06 às 18:46

Useful site... no comments


Discussão
Martinella
13/08/06 às 19:30

auto truck broker




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato