Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Dois real o teste de usabilidade!

Os U$200 dólares do Nielsen é grana demais para nossa realidade, então vamos dar aquele jeitinho brasileiro e encurtar esse orçamento. Testar com usuários reais é o melhor jeito de descobrir falhas no design da interface e todo webdesigner precisa fazer isso. Não adianta ficar pensando se esse menu tá visível ou não, tem que testar pra ver. A partir de agora não quero ouvir mais ninguém dizendo que não tem tempo nem dinheiro pra fazer testes, porque eu vou ensinar como em 1 horinha e com 2 reais é possível achar os erros de usabilidade mais críticos da interface.

Há alguns anos que eu venho aplicando informalmente testes com amigos, parentes e colegas de trabalho. No começo, simplesmente ficava quieto e pedia que navegasse. Só com isso, descobria uma penca de coisas (sugiro que comecesse assim, se você for do tipo introvertido = nerd). Logo depois, perguntava o que o usuário achou, se gostou da aparência, se achou fácil. Dados subjetivos valiosos, mas que não apontam diretamente erros de usabilidade.

Evolui o método e comecei a dar tarefas para o usuário: "gostaria que você encontrasse o telefone da empresa", ou "ô, envia um currículo pra eles". Usuário em dificuldade eu pergunto qual o problema. Dá pra ver nitidamente que aquele botão crucial precisa de mais destaque e que aquela interação de arrastar e soltar é difícil demais.

Agora do jeito mais profissional: peço a todas as pessoas da agência que não estiveram envolvidas no projeto para navegar no site e vou anotando o que está confuso (aprendi com os testes informais que o usuário gira o mouse ao léu e demora pra clicar quando não tem certeza aonde ir), dando tarefas caso o site seja complexo. Se possível, dou um jeito de pegar o porteiro do prédio e visitantes eventuais. 10 minutinhos não mata ninguém, mas pra mim são suficientes.

Quando recebo aquele amigo que não manja nada de informática em casa, não perco a oportunidade. Embora esses possam apontar problemas que não existem para o usuário-alvo do website, é válido. Na faculdade, sempre mostro aos amigos e por aí vai.

Tá, e os dois reais servem pra quê? Faça que nem o movimento Dogma 1,99: rasgue no final do filme. Mostre ao seu patrão que custou pouco fazer os testes e que melhorou a interface nessa, nessa e nessa parte. Peça para no próximo projeto dedicar mais tempo a isso e quem sabe, um tutu para presentear usuários que façam parte do público-alvo.

Logo, logo entrarei mais em detalhes de como fazer o teste, explicando um case.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 06/02/2004

Palavras-chave

Opções



Comentários

Discussão
Peretti
06/02/04 às 02:52

Parabéns Fred, legal o artigo. Isso mostra que só precisamos de boa vontade para testar nossas interfaces e melhorar nossos trabalhos.
Abs


Discussão
Rafael
30/03/05 às 09:28

Parabéns pelo artigo Fred, realmente não doi nada pedir para as pessoas dizerem o que acham do site é a melhor maneira de apontar os problemas inciais e uma ótima maneira de fazer a divulgação do mesmo, porque com isso se o "testador/provador", gosta do que vê ele indica a outros


Discussão
Theo
25/01/06 às 21:42

boa!


Discussão
Nildson Teixeira
10/08/06 às 22:40

Fred, parabéns o artigo... ficou muito legal!!! e quando entrará em mais detalhes (caso já não entrou) pois estava um pouco distante do blog??

Um abraço!


Discussão
Frederick van Amstel
11/08/06 às 01:01

Na verdade, nunca cheguei a escrever esse post com mais detalhes. Ainda estou devendo. Faz um tempinho que não tenho a oportunidade de fazer testes.


Discussão
António Filipe
15/03/09 às 15:43

Excelente site de Design de Interacção.
Fiquei cliente. Se quiseres ver algumas novidades sobre esta área e "sacar" alguns livros, sintam-se á vontade para visitar o meu site.




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato