Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Mais: simulador de lavadora

Olha só... Zeh Fernando, um flasheiro das antigas criou um simulador da interface de um modelo de lavadora da Electrolux, aquelas que tem uma interface bem diferente do que a dona de casa está acostumada. Se minha esposa tivesse visto esse modelo teria tido um ataque, é pior ainda do que a TOP6! Tá muito poluído, tem botão, led e timer. Parece até um teclado Yamaha.

A prova de que a interface está ruim é quando é preciso explicar como usar ela. Se a Electrolux chegou ao cúmulo de criar um simulador que explica passo-a-passo é porque a coisa tá feia mesmo. Não sei se é conservadorismo meu, mas algumas coisas nunca mudam. A tarefa de lavar a roupa a dona de casa sabe bem como é, por isso a interface da lavadora tem que ser imediatamente reconhecida. Isso significa familiaridade, estar parecida com o que ela está acostumada. A meu ver, esse painel só serve para as donas de casa sofisticadas comprarem para bonito, porque na verdade quem vai operar vai ser a empregada e, como sempre, ela fica com o pepino.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 13/02/2004

Palavras-chave

lavadora    lavar    simulador    brastemp    

Opções



Comentários

Discussão
fernanda luisa
14/02/04 às 06:03

a propósito, já que o fred me citou no blog, quero explidar uma coisa: pq vcs acham que os homens adoram tanto um carro? será que não é pq ele se parece com um animalzinho? da mesma forma, a 'interface' da LM06 parece que tem olhos e uma boca, e, inconscientemente, faz com que a pessoa que for comprar se sinta familiarizada, sei lá, vc cria um afeto com o produto que vc vai usar por muito tempo para uma determinada função, no caso lavar a roupa, poupando o nosso esforço. realmente uma relacionamento quase de gratidão para com a sua amiga máquina de lavar, por isso, qto mais ela se assemelhar com uma face, maior vai ser esse relacionamento, e qdo o produto 'cria' um relaciomamento com o consumidor, ele o compra.


Discussão
Fred
14/02/04 às 06:36

Os produtos são assim feitos por causa do fenômeno da antropomorfização. O reflexo de si mesmo é o prisma pelo qual o homem percebe e interage com o mundo. Quem duvida disso, só lembrar do sucesso do Fusca, o carro mais carismático que já existiu. Como o fusca Herby do filme, a lavadora também só falta falar. Tem dois botões giratórios em cada canto superior e a tampa de vidro forma uma imensa boca. Antagonicamente, o modelo de lavadora do simulador parece mais um grande monstro, com meia dúzia de olhos.

Esses efeitos subjetivos das interfaces são muito interessantes e acredito que devam ter sido abordados no livro "Emotional Design", o novo livro do Donald Norman ( http://www.jnd.org ), citado pelo Sergio.

Aliás, é uma honra ter o comentário dele no meu blog. Para quem não conhece, ele é diretor da Sirius ( http://www.sirius.com.br ) e uma das autoridades em usabilidade no Brasil. Recentemente, ele e sua equipe lançaram o portal http://www.usabilidadebr.com.br , que tem informações valiosíssimas para quem quer vender usabilidade para empresários.


Discussão
Sergio Carvalho
14/02/04 às 12:15

Concordo contigo. O Norman aborda esta questão do mapeamento de interfaces de forma muito competente no design of everyday things. É um pouco a tirania do mercado de que a máquina de lavar da minha empresa tem que ter um diferencial das outras - em geral, uma nova funcionalidade que não agrega muito valor ou um design "revolucionário". Ao longo do tempo, o essencial vai perdendo espaço físico para os excessos. A mesma lógica contamina os sites que possuem cada vez mais informação e funcionalidades cada vez mais sofisticadas. Por isso é cada vez maior a importância da facilidade de uso em sistemas interativos reais e virtuais. E por isso é muito importante iniciativas como a sua de pensar e pregar a usabilidade. Parabéns pelo site. Quanto mais gente falar sobre isso com competência, melhor para nós, os usuários.




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato