Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Ergodesign e Arquitetura da Informação

Capa do livro Conheça os principais conceitos e desafios da Arquitetura da Informação de uma forma agradável.

Trata-se da primeira obra em português a tratar do assunto com propriedade. Luiz Agner faz uma introdução à Arquitetura da Informação com base nos principais autores especializados e também de áreas afins, como a Interação Humano-Computador e o Ergodesign. Vai desde as boas práticas do design de interface até as negociações políticas necessárias para estruturar a arquitetura da informação em grandes empresas.

Até aqui parece que se trata de uma obra acadêmica, com escrita difícil, mas não é nada disso. Tipo assim: o autor manja a fala fácil. Graças à informalidade, o autor parece conversar com o leitor. É uma ousadia escrever dessa forma sobre um assunto tão sério, mas creio que foi acertada, pois facilita a deglutição dos conceitos para quem nunca tinha ouvido falar do assunto.

A Arquitetura da Informação, para quem não sabe, surgiu da associação da Biblioteconomia e da Interação Humano-Computador, disciplinas estritamente acadêmicas. Ao contrário de suas raízes, a Arquitetura da Informação é uma área essencialmente prática e está diretamente ligada à gestão das empresas.

Hoje em dia, é impossível gerir uma grande empresa sem o auxílio de sistemas de informação bem projetados. Agner apresenta uma metodologia para delinear o processo de arquitetura da informação de tais sistemas, bem como as técnicas subjacentes que podem ser utilizadas.

Entretanto, não espere aprofundamento. Não são instruções de como fazer, são meras apresentações. A única técnica em que o autor vai mais a fundo é o teste de usabilidade, como ressaltou na entrevista por ocasião do lançamento do livro.

Devido à sua filiação acadêmica na escola de Ergonomia de sua orientadora do Doutorado, Anamaria de Moraes, o foco do livro são os problemas de usabilidade nas interfaces, por isso o "ergodesign" do título no livro.

Como a Arquitetura da Informação também envolve problemas de classificação, recuperação e tratamento de informações, a obra é deveras incompleta. Isso não chega a ser um ponto fraco se a obra for destinada aos que estão chegando agora no assunto e precisam de uma introdução suave. A parte que ficou de fora é, para muitos, a parte chata da Arquitetura da Informação. Estou indicando para meus alunos e eles estão gostando do que estão lendo.


(cerca de R$45)


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 02/11/2006

Palavras-chave

arquitetura    informação    ergodesign    organizações    

Opções



Comentários



Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato