Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Relações entre design, emoção e atividade

Artefatos podem ter ou provocar emoções?

O Grito

A quarta aula da disciplina Estudos em Interação Ser-Humano Computador foi uma introdução à Psicologia Sócio-Histórica, desenvolvida pelos russos Vygotski, Luria e Leontijev. Trata-se de uma abordagem radicalmente diferente da cognitivista por tratar os processos mentais como indissociáveis da mediação social e instrumental (através de artefatos).

Para o Design de Interação, é uma abordagem muito interessante, já que a mediação adquire papel central na teoria. Ademais, essa mediação é encarada como uma relação dialética entre o indivíduo e a sociedade, o que evita cair no determinismo social (se a sociedade faz assim, todo mundo tem que fazer igual) e no determinismo tecnológico (o artefato condiciona o comportamento das pessoas).

Num outro post, fiz uma crítica à abordagem cognitivista do Donald Norman sobre o design emocional, mas não apresentei um esquema alternativo. Nesta aula, Aladir Jr. fez uma excelente apresentação da perspectiva sócio-histórica sobre a relação entre emoção no design, publicada originalmente no artigo de Janette Aboulafia e Liam Bannon.

Entendendo a afetitividade no design [MP3] 15 MB 1 hora e meia

Slides da apresentação [PPT] 2 MB

A segunda parte da aula, apresentada por Andréa Santana teve interferências de uma furadeira na sala ao lado e ficou inaudível...

Os textos da próxima aula são:


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 07/07/2006

Palavras-chave

emoção    atividade    cultura    

Opções



Comentários



Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato