Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Rastreando gêneros

Novos sistemas são criados com base em antigos.

Mapa do metrô de Nova Iorque

A quinta aula da disciplina Estudos em Interação Ser-Humano Computador foi a discussão de uma abordagem sócio-histórica para o Design da Informação. No livro Tracing genres through organizations, Clay Spinuzzi conta como se desenvolveu um sistema de mapeamento de acidentes do estado de Iowa, nos EUA. O levantamento histórico é importante para perceber como o impulsionador das mudanças no sistema são as contradições sociais que ele acentua.

Criado para ser um sistema altamente centralizador, as instituições espalhadas por Iowa que faziam uso do sistema começaram a criar soluções particulares para seus problemas específicos. A cada nova versão do sistema, as soluções de algumas instituições eram incorporadas, o que acabava causando problemas para outras instituições que não haviam sido consultadas. As contradições sempre estarão presentes, mas reconhecê-las é o primeiro passo para atenuá-las.

Outro ponto forte dessa abordagem é identificar os traços de um determinado gênero, por exemplo, um mapa, depois de incorporado para dentro do software. É importante adaptar com cuidado, pois os usuários estavam acostumados com o mapa impresso e tratarão o mapa digital de forma similar.

Rastreando gêneros [MP3] 27mb ~ 2 horas e meia


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 23/07/2006

Palavras-chave

gênero    atividade    desenvolvimento    

Opções



Comentários

Discussão
Usuariobilidoido
23/07/06 às 14:00


Vai postando §
Um dia a gente le tudo




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)

Pegue um fruto.


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato