Usabilidoido: Menu Principal

English Website


Escher, Lego e Gestalt

Um louco por Lego montou duas esculturas provando que os desenhos de Escher não são tão impossíveis quanto pareciam:

Ascending and Descending Relativity

Quem é webdesigner provavelmente vai babar nessas esculturas e muito mais nessas outras (link via Design-Art). Lego e Escher estão cotados como uma das maiores paixões de quem trabalha na área, porque estão diretamente relacionados com o ofício.

Primeiro, temos que construir ambientes virtuais. Separar as pecinhas e, do nada, construir algo que é uma simplificação do mundo real, mas ainda que permita que os bonecos fiquem em pé dentro dos edifícios (no mínimo 5 blocos de altura) e que você possa tirar e colocá-los lá de dentro (as peças flexíveis nunca são suficientes). Precisávamos manter um padrão mínimo de cores (sem misturar muito) e que essa combinação fosse agradável. Afinal, depois de montado, vai me dizer que você não mostrava para todo mundo o que tinha feito? E todo mundo respondia: - "Que bonito! Como você é inteligente."

E Escher... ah, esse é pura inspiração. Estamos vivendo num mundo impossível como o dele boa parte do nosso dia. No mundo digital, todas as regras de espaço e tempo estão sendo burladas. Além disso, o modo como ele engana o olho humano nos faz refletir sobre percepção visual, ilusões e etc.

Quer ver como o trabalho dele tem muito a ensinar? Olhe para o desenho Sky & Water. Note como há uma figura primeira que são os pássaros voando logo acima (a não ser que você seja um energúmeno que resolve olhar de baixo para cima só para me contrariar). Na medida em que o olho desce, o fundo (campo) começa a fazer parte da forma, até ocorre a inversão dos papéis.

Esse é o melhor método para aproveitar essa inevitável relação entre forma (figura) e campo (fundo) explicada de forma teórica no post do Fabiano Cruz. Manter uma regularidade no fundo, mas ao mesmo tempo integrá-lo ao objeto de destaque. A textura de fundo negra (quase imperceptível) deste blog tem o objetivo de ser o negativo da textura de tela que fica no fundo do texto principal. O Lucas Haeser comentou que parece com uma estética de falha no computador. Não tinha visto isso, mas agora que ele disse, achei interesante a idéia. Um pouco de arte, sem atrapalhar a experiência de leitura, OU NÃO.


Dicas

Siga-me no Twitter, Facebook, LinkedIn ou iTunes.

Autor

Frederick van Amstel - Quem? / Contato - 07/06/2004

Palavras-chave

ilusão    ótica    escher    lego    gestalt    

Opções



Comentários

Discussão
Fred
07/06/04 às 21:01

O TaQ escreveu um post correlato no seu blog há algum tempo atrás, mostrando em como nossa percepção visual está arraigada a toda uma experiência prévia e como é difícil se desvencilhar dela. Gostoso de ler:

http://200.211.78.140/taq/blog.php?id=5


Nossa cara. Tu sintetizou perfeitamente... Lego + Escher + Gestalt. Que maravilha de encher os olhos. Dá até vontade de chorar de felicidade. Sabe quando vê uma coisa maravilhosa que te incentiva a ir sempre mais além? Algo explicável: pura paixão. É assim que estou me sentindo.

Aliás, como comentei no blog do Fabiano: que belo exemplar de post hein ;)

Inclusive, também considero este um dos teus melhores.

Parabéns pela boa informação. É o que defendo e sempre defenderei com unhas e dentes.

Inclusive, belo artigo do TaQ tb ;)

Enfim, coisas maravilhosas numa cinergia perfeita. Posso dizer que me fez mais feliz.


Discussão
Fabiano Cruz
10/06/04 às 06:11

Seu post conseguiu mesclar curiosidades com teoria de forma sucinta e objetiva. :) Parabéns! E obrigado pelo link para o post.

Quanto ao link, o endereço correto é: http://www.fabianocruz.com/blog/arquivos/000060.html

Abraços!!




Comente.






(aguarde que é demorado mesmo...)


Você merece.

Assine nosso conteúdo e receba novidades sem sair de casa!

Atualizado com o Movable Type.

Alguns direitos reservados por Frederick van Amstel.

Apresentação do autor | Consultoria | Portifólio | Política de Privacidade | Contato