Site-seeing: A Visual Approach to Web Usability

Luke Wrobleski escreveu um artigo no B&A que propunha montar paleta de cores para websites a partir de fotos da natureza, usando cores naturais. Isso torna mais agradável os layouts. Interessado, visitei o site dele e encontrei alguns outros artigos, não tão geniais mas fiquei sabendo que ele havia escrito um livro sobre Usabilidade com uma abordagem visual. Em pouco tempo, estava como livro em mãos e não tardei em lê-lo.

Valeu à pena. É verdade que ele repete o que Nielsen, Krug e outros gurus já disseram, só que de uma forma muito mais fácil de entender e se sensibilizar. As analogias dele são muito legais, veja (tradução livre e tosca):

"Quando você pega um mapa, você provavelmente gasta pouco tempo lendo texto. Ao contrário, a maior parte da informação que você assimila é pela apresentação visual. Áreas azuis indicam água, áreas verdes representam parques. (...) Os mapas falam muita coisa com poucas palavras. Já que é a primeira pista para fazer coisas no seu site, sua apresentação visual deve funcionar de forma similar."

Segundo ele, a impressão inicial do website é como a fachada de um restaurante. Se for agradável, sugere que a comida também é. O look´n feel faz parte da personalidade do website. E o que define essa personalidade é a forma como as pessoas reagem a ela. O conjunto dos resultado das reações é tal da experiência, que tanto falam os gurus.

Além de falar o básico para manter a usabilidade do website, ele dá uma aula de design gráfico: hierarquia visual, formas e, é claro, cores, tudo aplicado à interfaces.

É um livro básico, mas de fácil memorização. As analogias de Luke são valiosas para convencer clientes.

Fred van Amstel ([email protected]), 18.12.2003

Veja os comentários neste endereço:
http://www.usabilidoido.com.br/siteseeing_a_visual_approach_to_web_usability.html