Prototipação e diversão

Prototipação é um processo de materialização gradual do conceito desenvolvido por um projeto. O protótipo implementa o conceito para verificar (e também aperfeiçoar) suas qualidades materiais.

Como se trata de uma versão preliminar do que vai ser o produto, serviço ou processo, o protótipo costuma ter uma aparência bruta, ter partes faltando e funcionalidades limitadas. Essa incompletude é proposital, uma vez que busca-se com ela abrir espaço para sugestões e críticas que completam o conceito.

Um recurso muito útil para receber sugestões e críticas é o humor enquanto se constrói e testa o protótipo. O clima de brincadeira ajuda as pessoas a imaginar como o protótipo pode ser completado.

Nas minhas oficinas e aulas de prototipação, levo a brincadeira muito a sério. A gravação abaixo é parte da pós-graduação em Big Data e Analytics da PUCPR.

Guia de prototipação para performances emergentes [MP3] 30 min - 13 MB

Quer escutar com atenção? Colabore com a transcrição deste episódio. Você pode escutar em velocidade lenta ou acelerada no Spotify.

À partir do meu framework para projeto de performances emergentes (informação, interação e experiência), eu proponho três tipos de protótipos:

Qualquer protótipo tem uma combinação de forma, estrutura e função, porém, cada tipo testa um aspecto em detrimento do outro. Quando o protótipo possui todos os aspectos, pode-se dizer que ele é quase uma versão final.

O vídeo instrucional que gravei para o programa Renault Experience 2.0 explica como fazer protótipos estruturais.

No vídeo, as estudantes da PUCPR estão se divertindo não por acaso. A diversão anda de mãos dadas com a prototipação, em especial, nas fases iniciais do projeto. Uma maneira de estimular a diversão é a escolha de materiais de cocriação coloridos e parecidos com brinquedo.

Fred van Amstel ([email protected]), 29.05.2017

Veja os coment?rios neste endere?o:
http://www.usabilidoido.com.br/prototipacao_e_diversao.html